Campo Novo do Parecis

Sindicato através do Senar-MT capacita indígenas em Campo Novo do Parecis

publicado em 4 de junho de 2021

A fim de levar conhecimento, capacitação e qualificação para indígenas, o Senar-MT em parceria com o Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis e Coopiparesi, finalizou nesta sexta-feira (04) , o curso Treinamento de Avicultura Básica.

O treinamento, que teve duração de 40 horas, foca na produção de aves no sistema caipira, tanto para a produção de corte quanto para ovos.

Foram 15 alunos participando do curso, que aprenderam desde ética e cidadania; segurança e saúde no trabalho até abate das aves e noções de gestão.

“O que vimos é o interesse dos indígenas em se capacitar e de querer produzir mais na aldeia”, disse a Instrutora credenciada do Senar-MT, Angélica Stuchi.

Para o Cacique da Aldeia Wazare, Rony Paresi, membro cooperado da Coopiparesi, este curso foi muito importante para a comunidade.

“Como Cacique da Aldeia e membro da Coopiparesi (Cooperativa Agropecuária do Povo Indígena Hali-Paresi), agradecemos ao Sindicato Rural de Campo Novo do Parecism e ao Senar-MT pelo início de uma grande parceria, para que possamos profissionalizar nossos indígenas e trazer um novo conceito de produção para nossas comunidades”, destacou.

Primeira curso para indígenas

Essa foi a primeira vez que a parceria Senar-MT, Coopiparesi e Sindicato Rural possibilitou a realização de um curso para comunidades indígenas em Campo Novo do Parecis.

Para o Supervisor Regional do Senar-MT Rodrigo Garcia, é um momento a ser comemorado e que outros muitos cursos virão para os povos indígenas da região.

“É de grande importância, não somente à comunidade indígena, mas para todo o município de Campo Novo do Parecis. O intuito é criar novas parcerias, novos treinamentos. Esse é o primeiro de muitos treinamentos para atender toda a comunidade indígena da região”, frisou Rodrigo.

A criação de galinhas além de constituir uma fonte de alimento saboroso e de alta qualidade protéica, também gera um produto de fácil comercialização, devido à grande procura pelos apreciadores dessa ave em qualquer época do ano. Esse fato influencia positivamente na manutenção alimentar e geração de renda.